Quinta-feira, 6 de Outubro de 2016

GIN's para todos os Gostos... Os meus Preferidos

 
 
Gin Hendricks
 

Gin Hendricks

Nos dias de hoje não se pode começar a falar de Gin sem começar pelo Gin Hendricks! Foi o Gin hendricks o responsável pela revolução na forma de como servir um gin tónico. Lançado em 1999, surpreendeu ao ser servido num copo largo que, em vez do usual limão, tinha uma rodela de pepino e pétalas de rosa! As pétalas de rosa e o pepino, para além do tradicional zimbro, são ambos usados na produção do Hendricks para conseguir o seu sabor tão característico. Para além da forma de servir, a Hendricks também inovou com a imagem da sua garrafa, toda preta, a lembrar as garrafas medicinais antigas, com um rótulo do estilo vintage.

Como servir: A rodela de pepino é obrigatória. Em qualquer bar, se pedir um Gin Hendricks, sem dizer mais nada, ele será sempre servido com uma rodela de pepino. Se optar por melhorar o sabor e o visual do gin hendricks, pode juntar uma pétalas de rosa.
 
Gin Martin Millers
 

Gin Martin Millers

Um dia, Martin Millers estava a um beber gin tónico com amigos num pub de Londres e reparou na falta de cuidado e qualidade com que era servida a bebida. Martin perguntou: “é assim que é servida a bebida nacional da Inglaterra? Sabem o que vou fazer? vou fazer o meu próprio gin!” Assim disse e assim fez.

Martin Millers não quis apenas fazer mais um Gin no meio da “new wave” de gins, quis fazer o melhor Gin de todos. Para isso não olhou a meios para atingir os fins. Inovou nos métodos de destilação – separou os ingredientes para obter um sabor mais intenso de cada um – e o mais importante, usou a água mais pura de todas. E onde está a água mais pura de todas? Na Islândia. Soube Martin que a água da Islândia não tem qualquer poluição e é a mais suave que existe. Foi exactamente a agua das nascentes da Islândia que Martin Millers escolheu para o seu Gin. Não se assustou com a distancia e já que aa água não podia viajar para a destilaria, levou a produção final dos ingredientes do gin desde Inglaterra até à Islândia onde o gin é engarrafado.

Modo de servir: O mais usual é servir o gin tónico com o gin martin millers com uma casca de limão e sementes de zimbro ligeiramente exprimidas.
 
Gin Tanqueray Ten 1 Litro
 
 

Gin Tanqueray Ten 1 Litro

A marca Tanqueray é das mais antigas e prestigiadas de Gin. Por mais que apareçam marcas novas com filosofias diferentes, a Tanqueray mantém intacta a sua reputação de produzir dos melhores gins do mundo.

O Tanqueray ten é uma edição especial feita com um lote de botânicos especialmente escolhidos para a produção desta edição. Esse lote é apelidado de “tiny ten”.

A grande diferença do Gin Tanqueray , é utilizar frutas frescas na destilação e não frutas secas como é usual no outros gins, conseguindo assim, obter um sabor mais fresco e natural. Um gin com o estilo novo mas que não perde o sabor das tradições

Como servir: O tanqueray tem fama de servir os melhores dry martini mas também faz um Gin Tonic perfeito com adição de bagas de zimbro, cítricos (casca de laranja ou limão) e até com rodelas de maçã.
 
 
Gin Monkey 47 50cl
 

Gin Monkey 47 50cl

O Gin Monkey 47 tem um nome e uma história curiosa: Em 1945, quando terminou a segunda guerra mundial, Monty Collins, da força aérea inglesa, foi destacado para Berlim para ajudar na recuperação dos violentos bombardeamentos que a cidade sofrera durante a guerra. Para simbolizar a sua devoção à causa, Collins, escolheu a recuperação do jardim zoológico como prioritária e adoptou, como mascote, o macaco chamado Max. Daí o nome do gin, Monkey. O que Collins não esperava era ter saudades da sua bebida favorita, e como tinha dificuldades em obter a bebida, resolveu fazer o seu próprio gin. Impressionado com a riqueza das botânicas da floresta negra, onde foi viver depois de Berlin, Collins escolheu ingredientes apenas dessa floresta para o seu Gin e seleccionou exactamente 47 ingredientes diferentes. Daí no nome 47. Monkey 47. Monkey 47 é dos primeiros Gins premium com edição limitada de garrafas, cada uma numerada individualmente. O cuidado a fazer o Gin é tanto que tudo é feito artesanalmente, desde a recolha dos ingredientes, à destilação, ao engarrafamento e até ao rótulo, tudo é feito com um cuidado extremo para que se crie um Gin único e exclusivo. Como contém 47 botânicas na sua composição, o Monkey 47 é já por si um Gin complexo que não precisa de infusão para otimizar o seu sabor - por isso, basta juntar, no máximo, uma casca de limão.
 
 
Gin Saffron
 

Gin Saffron

A destilaria Boudier na região de Dijon é há muito famosa pelos seus licores, como o renomado cassis de Dijon. A destilaria não deixou fugir a oportunidade, quando descobriu nos seus arquivos, uma receita antiga de gin que incluía uma infusão de açafrão.

Feito artesanalmente, contem uma mistura de 8 botânicos diferentes destilados e um alambique de cobre, que depois é complementado com a infusão de açafrão que proporciona a cor alaranjada e um sabor mais apimentado que os gin normais.

Como servir: com uma casca de laranja e uns fios de açafrão.
 
 
 
Gin Mare
 

Gin Mare

O Gin Mare é produzido numa pequena vila de pescadores na Costa Dourada na Espanha, usando plantas originais da área Mediterrânea. Ao lado dos tradicionais: zimbro, casca de laranja amarga, casca de laranja de sevilha, casca de limão, cardamomo e sementes de coentros, são utilizados mais quatro ingredientes, menos comuns, como azeitona Arbequina, manjericão, alecrim e tomilho.
As quatro plantas "Mediterrâneas" sobressaem imediatamente no aroma, destacando-se o alecrim. Destaca-se uma leveza, criada pelos cítricos e manjericão, com um tom de azeitona verde. O alecrim sobressai no paladar, com uma nuance clássica do zimbro.
Para um Gin Tónico perfeito, são também utilizados ingredientes mediterrâneos, como um ramo de alecrim, folha de manjericão e tomilho. Realmente um Gin diferente.
 
 
Gin Citadelle (44º)
 

Gin Citadelle (44º)

O Gin Citadelle tem um nariz delicado e perfumado de flores frescas, de jasmim, de madressilva e de canela. Após alguns instantes, o desenvolvimento de aromas mais fortes, mais herbáceos, de anis, grãos de paraíso e canela é notável. Este bouquet apetitoso lembra os jardins na primavera. Em boca, as bagas de genièvre deixam lugar à uma certa voluptuosidade, uma complexidade impressa de frescura floral. O final é elegante, redondo e muito requintado.Excelente num gin tónico com uma rodela de laranja ou uma estrela de anis
96 Pontos - Top 50 Spirits - Wine Enthusiast 2011.

Postado por bardochefe às 18:33
link do post | Dar Opiniões | favorito

.Chefe

.pesquisar

 

.Outubro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


.últimas

. GIN's para todos os Gosto...

. O tal Gin ... Para quem g...

. O CHÁ - A segunda bebida ...

. Para saberem tudo Sobre o...

. FOTOS Pop up Bares

. A moda dos POP-Up's

. Melhores Bebidas do Ano -...

. A ARTE DO CAFÉ

. AMUSE-BOUCHE

. Decorações Cocktails

.Cábula do Chefe

. Outubro 2016

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Janeiro 2011

. Março 2010

. Dezembro 2009

. Maio 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

.tags

. todas as tags

.links

.Chefes Online

Usuários online

.Horas do Chefe

.Chefes do Mundo

.Chefe

.Informação para os Chefes

.Best in...

.You Tube para os Chefes

.Luas do Chefe

.subscrever feeds